segunda-feira, 23 de abril de 2012

o que vale?


One summer day - Ilomography

caminhas
entre as vias
de um existir
tão distante do que anseia

se desdobra
por um mar
que alcance
os pés
a areia

e por onde pisa
às margens
de outros

vai
a mangues
a lamaçais

a entender...

a vida vale
a lama que borra
a bainha

e o sangue correndo nas veias

rosangela ataíde

sábado, 4 de fevereiro de 2012

à margem do querer





balbuciei
alguns poemas
sem rimas

balbuciei
alguns fonemas
de diferenças
mínimas

segregava a tarde
que o sol
ardia
enquanto minha pele
o calor retinha

minha boca
sussurrava
aquilo que a vida
não entendia

é que temia
o falar aberto
e a voz entalava no peito

e eu
negava o efeito quente do sol
que minha pele
pedia

balbuciei o imperfeito
frio

e não contemplei
há tempo
o melhor
que minha boca continha

rosangela ataíde

domingo, 8 de janeiro de 2012

Antes do Sexo....


O sexo é uma das formas de comunicação e de interesse do casal em manter a união; é essencial no vínculo afetivo, pois aproxima e integra.

As mulheres tendem a demorar um pouco mais para se excitar do que os homens. Por isso boas preliminares ajudam a despertar o desejo e a excitação, evitando dores na penetração, devido à lubrificação insuficiente, por estar pouco excitada.

Mas como fazer?

Para as mulheres as preliminares começam com o 'bom dia'. Isso não é alimentar o romantismo, não adianta ser distante, durante um ou vários dias e, de repente, na hora do tesão, achar que um beijo no pescoço, ou apertar ‘alguns botões’, será o suficiente para deixar a parceira pronta para o ato sexual.

Demonstrar atenção, dedicação, admiração e desejo fazem parte dessa conquista que deveria ser diária no relacionamento.

É o bom dia que desperta e acaricia, o telefonema carinhoso, um torpedo ou e-mail sensual... Essas são as preliminares básicas do relacionamento.

Preliminares no sexo 

As preliminares bem-vividas podem proporcionar prazer tão intenso quanto o ato sexual em si. O sexo não deve ser reduzido somente a um ato de penetração e ejaculação.

A disponibilidade é essencial: ‘Eu quero estar com o outro’, sem mágoas ou medo. Por isso uma relação de confiança e respeito pela pessoa, pelo seu ritmo e desejo, é importante.

Lembre-se, a vagina e os seios não são as únicas zonas erógenas da mulher. Esse corpo possui muitas áreas altamente eróticas.
Beijos

Beijar pode ficar um ato mecânico, mas se você lembrar dos primeiros beijos, aqueles que faziam o corpo tremer... Experimente outros tipos de beijo - clique aqui e leia.

Comece por...
Você pode começar acariciando os cabelos, beijando ou mordiscando a ponta das orelhas. Com ela de costas desça explorando o corpo todo, da nuca às costas, nádegas, parte de trás das coxas e muitas mulheres gostam de ser acariciadas nos pés.
Nada de ir direto para a penetração. Estimule, descubra, acaricie as diferentes zonas erógenas da mulher. Aprender a sentir o corpo todo é tarefa importantíssima, alterne toques suaves com uma eventual pegada forte, seja com as mãos, lábios, língua...

Seios: o modo que elas amam...

De frente, depois de um beijo de língua, vá descendo até os seios, onde com a ponta da língua você pode lamber ao redor dos mamilos e depois sugá-los ou dar suaves mordidas, aí a carícia deve ser suave ou com leves apertões. Se ela estiver no período pré-menstrual esqueça esses apertões ou mordiscadas, pois essa região fica muito sensível.

Acaricie, beije, explore suavemente com as pontas dos dedos o abdome, vá descendo, mas desvie da vagina, não toque ainda, desça pelas pernas fazendo caricias e beijando-as, depois você pode voltar para massagear o clitóris de sua parceira levando-a à excitação.
Muitas mulheres dizem que os jogos preliminares podem ser tão ou mais importantes que a penetração. Não faça disso só um momento sério, vocês podem brincar. O jogo dos dados eróticos à venda em sex shop, onde um dado 'diz' se você vai mordiscar, arranhar de leve, acariciar, beliscar, beijar, lamber, massagear e no outro dado, em que parte do corpo vai ser: boca, coxas, genital, mamilos, barriga, ânus; pode ser uma brincadeira descontraída para iniciar essa intimidade.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O que sou ?



Dissestes que não sou poeta,
sim eu concordo.
Não sou escritor, é coisa certa.
O que eu quero nem eu sei.
Quem sou eu...


Meu escrever não é correto,
No seu modo de pensar.
Se seu pensamento estiver certo,
Deixe-me apenas rabiscar!

Não escrevo por ser letrado,
Uso as palavras do coração.
Tenho um peito carregado
De sentimento e muita emoção.

Escrevo de dentro, não minto.
Não te preocupes com o que faço.
Só escrevo e digo o que sinto,
Não quero ocupar mais espaço.
Não sou poeta, nem escritor,
Não sou culto, nem letrado.
Eu só quero falar de ....

domingo, 18 de dezembro de 2011

O Sol Morre

Ah, minha doce vida.
Doce vida cheia de néctar de existência. 
Cheia de icor vermelho-sangue-azul-escuro.

Todos os meus olhos, que milhares são, observam o Universo.
O Universo cheia de estrelas, as quais transportam mensagens de amantes e amados por milhares de milênios.
Gostaria de tê-la somente à mim. durante um ano, uma década, uma existência.


Gostaria de tê-la próximo à mim, mais uma vez, apenas mais uma vez.
Vemos o sol morrer no horizonte, mas esquecemos que ele sempre nascerá novamente.
Talvez, o meu maior erro, não foi exatamente criar, mas simplesmente, destruir.


Sobre a vida, sobre o mundo, à medida que o tempo muda, à medida que essa chuva cai, o frio não está apenas lá fora.
O frio domina minha mente, o frio domina meu ser, o frio domina e separa minha existência da realidade.


Estou em um caminho cujo corpo está aqui, mas minha mente foge da realidade, a realidade todos os dias, a realidade da vida.
Vejo-me perante à um precipício, o mundo começa agora.


A frieza que a existência contém exala de meu ser não uma aura forte, uma aura quente, mas uma aura fria. Uma aura real.


As bolhas são proteção aos que a mente não pode entender a realidade profunda dentro de si.


O objetivo da vida real é real?


O objetivo da vida é viver?


Um passo após o outro, caminhando para um futuro de lugar algum. 
Próximo à lugares sem sentido, à caminhos falsos e verdades mentirosas.
Seria meu lugar aqui?


A existência de uma pessoa é tamanha importante, que a falta dela, criaria um buraco negro no lugar aonde deveria existir.
Se sua existência fosse banida, sua sombra estaria aqui. Se sua sombra e você fossem banidos, o lugar aonde está, criaria ausência de matéria, seria um vácuo.
O mundo não depende de você. Tudo à nossa volta não depende de você. Tudo à nossa volta, precisa de suas ações e pensamentos para criar a si.


O sol se põe para raiar?


Se existe um paraíso, ele está dentro de você.


INCRÍVEL. Pule.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Suicidio

Existem no Universo milhares de motivos para se matar,
Mas existe apenas um para não se matar : Viver.


A existência se mostrou desafiadora. Ao longo do tempo criamos, destruímos, construímos, esmagamos, deletamos, salvamos, milhares de verbos que fazem pensar em quantas ações não existiam e foram criadas nos últimos séculos.

A humanidade sempre progride, e não importa quantas dores, quantos acontecimentos levem até certo ponto de destruir a alma de uma pessoa, a esperança nunca morre.

Os dias são interessantes, existe todo o grande palco. O grande palco da vida. O palco cuja própria existência passa todos os dias, representa, assiste, chora, morre. Com infinito tamanho, e infinitas platéias. A vida é um teatro.

Através dos tempos, a única coisa que realmente importa é se superar, e superar à tudo, à todos. Não importa quantas vezes, não importa quantos motivos existam, não importa qualquer cor, altura, país, nacionalidade, somos todos humanos. Humanos se superam.

Para sempre,